Atualização do site: Resolução Contran 775/2019

Destaque da Semana

CONCURSO DETRAN SP 2019 !!!

CURSO EM VÍDEO-AULAS DISPONÍVEL LIVRO + CURSO ON-LINE EM VÍDEO-AULAS DISPONÍVEL PARA AQUISIÇÃO! CLIQUE AQUI PARA ADQUIRIR O SEU PAS...

sexta-feira, 28 de junho de 2013

                                   
                                   RESOLUÇÃO Nº 380, DE 28 DE ABRIL DE 2011 


                                             Comentada pelo Prof. Fábio Silva


Esta Resolução foi alterada pela Resolução Contran 535/2015 e 596/2016, já atualizada em nosso site!
       
                  Dispõe sobre a obrigatoriedade do uso do sistema antitravamento das rodas – ABS.

Foto:andrecerberus.com

 RESOLVE: 

   Art. 1º Estabelecer como obrigatória a utilização do sistema de antitravamento de rodas -ABS, nos veículos das categorias M1, M2, M3, N1, N2, N3 e O, nacionais e importados,fabricados de acordo com o cronograma de implantação contido no artigo 3º desta Resolução.
Parágrafo único. Para efeito desta Resolução serão utilizadas as classificações conforme tabela a seguir:

Comentário: Alterado pela Resolução Contran 535/2015:

“Art. 1º Estabelecer como obrigatória a utilização do sistema de antitravamento de rodas - ABS, nos veículos das categorias M1, M2, M3, N1, N2, N3, O3 e O4, nacionais e importados, fabricados de acordo com o cronograma de implantação contido no artigo 3º desta Resolução. Parágrafo Único - Para efeito desta Resolução serão utilizadas as classificações conforme tabela a seguir: 






    Art. 2º Para efeito desta Resolução define-se ABS como um sistema composto por uma unidade de comando eletrônica, sensores de velocidade das rodas e unidade hidráulica ou pneumática que tem por finalidade evitar o travamento das rodas durante o processo de frenagem. 

    Art. 3º O disposto na presente Resolução se aplica aos veículos definidos no art. 1º,conforme o cronograma de implantação a seguir:



§1 ̊ Os veículos N1 (Caminhonetes) da espécie “carga” do tipo “caminhonete” com Peso Bruto
Total (PBT) até 3.500 kg que partilhem plataforma,motor, cabina da espécie “carga” com o veículo do tipo “caminhão” (N2), devem atender ao seguinte cronograma:

§2º Os veículos da espécie misto, deverão compor com os percentuais e prazos estabelecidos para os veículos da categoria M1.

§3 ̊ Todos os veículos produzidos a partir de 01 dejaneiro de 2014, nacionais e importados, somente serão registrados e licenciados se dispuserem de sistema de antitravamento de rodas – ABS. 

Art. 4° Fica a critério do fabricante e/ou importa dor antecipar o atendimento aos critérios definidos nesta Resolução.

Art. 5° Fica a critério do órgão máximo executivo de trânsito da União admitir, para efeito de comprovação do atendimento das exigências desta Resolução, os resultados de testes e ensaios obtidos por procedimentos similares de mesm a eficácia, realizados no exterior. 

Art. 6º Ficam dispensados do cumprimento dos requisitos desta Resolução os veículos de uso bélico e os veículos de uso exclusivo fora-de-estrada. 

Comentário: Alterado pela Resolução Contran 535/2015:

“Art. 6º Ficam dispensados do cumprimento dos requisitos desta Resolução: 

I - Os veículos de uso bélico; 
II - Os veículos de uso exclusivo fora-de-estrada; 
III - Os veículos resultantes de transformações de veículos sujeitos a homologação compulsória, cuja data de fabricação do veículo original objeto de transformação seja anterior a 1º de janeiro de 2014.”

Incluído pela Resolução CONTRAN 596/2016:

IV – Os fabricantes de veículos de pequena série;
V – Os fabricantes de veículos artesanais; 
VI – As réplicas de veículos; 
VII – Os automóveis de carroceria Buggy. 

Parágrafo único. Para os efeitos desta Resolução, ficam adotadas as seguintes definições: 

- Fabricante de Veículos de Pequena Série: é aquele cuja produção está limitada a 30 (trinta) veículos por marca/modelo e 100 (cem) unidades no período de 1º de janeiro a 31 de dezembro de cada ano; 

- Fabricante de Veículos Artesanais: é a pessoa física ou jurídica que fabrica, no máximo, 03 (três) veículos, exceto ônibus, micro-ônibus, motor-casa e caminhão, e de reboque e semirreboque com PBT superior a 750 kg, no período de 1º de janeiro a 31 de dezembro de cada ano; 

- Réplica: veículo produzido por um fabricante de pequena série e que: 

a) assemelha-se a outro veículo que foi descontinuado há pelo menos 30 anos; 
b) possua licença do fabricante original, seus sucessores ou cessionários ou atual proprietário de tais direitos; 

- Buggy: Automóvel para utilização especial em atividade de lazer, capaz de circular em terrenos arenosos, dotados de rodas e pneus largos, normalmente sem capota e portas. Além disso, estando o veículo com a massa em ordem de marcha, em superfície plana, com as rodas dianteiras paralelas à linha de centro longitudinal do veículo e os pneus inflados com a pressão recomendada pelo fabricante, deverá apresentar um ângulo de ataque mínimo de 25º; um ângulo de saída mínimo de 20º; altura livre do solo, entre eixos, mínimo de 200 mm e altura livre do solo, sob os eixos dianteiro e traseiro, mínimo de 180 mm.”

Art. 7º Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação.

Um comentário:

  1. Boa noite Mestre com relação a Resolução 380, do ABS, não consegui perceber se o sistema é obrigatório para as quatro rodas ou apenas para as rodas dianteiras. teria como esclarecer essa dúvida?
    Att.,
    Paulo César

    ResponderExcluir

Obrigado pelo comentário, em breve será publicado. Veja as regras de uso do site.