VIDEO-AULAS


Olá Caros Alunos !

         Estamos gravando nossas vídeo-aulas, com nova tecnologia ! Nosso maior desafio é fazer nossas Vídeo-aulas com TODAS AS RESOLUÇÕES DO CONTRAN , incluindo jurisprudências e atualidades ! E a nossa maior novidade: A criação da série CTB para Concurseiros !

Att,

Equipe Mestres do Trânsito
www.mestresdotransito.com.br



ESTUDOS DE LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO 











PRÓXIMA AULA:  A definir.




     RESOLUÇÕES DO CONTRAN (*)

* Vídeos sem Tecnologia HD - Estão sendo regravados 

                              

AULA 1 -  MODIFICAÇÕES EM VEÍCULOS - ALTERAÇÃO DE CARACTERÍSTICAS -TEMPO: 27min
Resoluções Contran : 292/08, 319/09, 384/11, 397/11, 418/12, 49/12, 450/13, 463/13 e 479/14.

Resolução Contran 205/06.


AULA 4 - USO DE FAROL DURANTE O DIA NAS RODOVIAS E USO DE LUZES NO CTB - TEMPO: 13min ( Em gravação HD)
Resolução 18/98 e CTB

Resoluções Contran: 165/04, 174/05 e 458/13.

Resolução Contran 400/12.

Resoluções Contran: 231/07, 241/2007, 309/2009 e 372/2011

Resolução Contran: 471/13.

Resoluções Contran: 204/06 e 35/98

Resolução Contran: 037/98

AULA 11 - CONSUMO DE ÁLCOOL OU DE OUTRA SUBSTÂNCIA PSICOATIVA QUE DETERMINA DEPENDÊNCIA - TEMPO: 44 min  Resolução Contran: 432/2013, Lei 11.705/2008, Lei 12.760/12 e CTB.

Resolução Contran: 453/13

Resolução Contran 495/2014

Resolução Contran 441/2013

Resolução Contran 398/2011 e 476/2014.

Resolução Contran: 349/2010

Resolução Contran: 346/2010


PRÓXIMA AULA:  A definir.


PALESTRAS
                
                             






PSICOLOGIA DO TRÂNSITO

                             

PRÓXIMA AULA : AULA 1 - O COMPORTAMENTO DO MOTORISTA NO TRÂNSITO.








15 comentários:

  1. Acompanho quase diariamente as aulas e os comentários, estou ampliando meus conhecimento com os mestres do transito. Sou Instrutor e Examinador dos CFCs. Gostaria que comentassem sobre essas lacunas que encontramos no CTB, ex: arts. 162, 230, 244 e 252, DIRIGIR veiculo e CONDUZIR veiculo! No art. 40 CARGA ou DESCARGA entende-se como parada, no art. 47 entende-se por estacionamento. Gostaria de saber mais sobre a lei 12.971/14 e a res. 485/14 do Contran. Grato: Sales Duarte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Caríssimo,

      Sobre a Operação de Carga e Descarga, vamos adiantar o conteúdo.

      -> Hoje, Não há dúvidas que a operação de carga/descarga é considerada ESTACIONAMENTO.

      Vejamos,

      EVOLUÇÃO HISTÓRICA DO PROBLEMA DE CARGA E DESCARGA DE MERCADORIAS

      28/01/1941 - A operação de Carga e Descarga era considerada como PARADA. Neste período foi lançado o primeiro código Nacional de Trânsito (O CNT). Em 1968 foi lançado o Regulamento do Código nacional de trânsito.

      Os artigos pertinentes à matéria:

      CNT - 1941: Art.143(14)
      "parada transitória – detenção do veículo pelo tempo estritamente necessário para obedecer a sinais e regras de trânsito, para embarcar ou desembarcar passageiros ou cargas",

      Logo, poderia o veículo estacionar em frente a placa R-6a(placa proibido estacionar) para fazer a operação de carga e descarga que não teria problema algum. Pois nesta época era considerado como PARADA (transitória).

      RCNT- 1968: "Art 44. Nas vias em que o estacionamento fôr proibido, a parada de veículos, quando permitida, deverá restringir-se ao tempo indispensável para embarque e desembarque de passageiros, carga ou descarga de mercadorias, e realizar-se de modo que não interrompa ou perturbe o trânsito.

      Parágrafo único. A parada de que trata êste artigo será regulamentada pela autoridade local".

      Abriu-se a possibilidade da operação de carga e descarga ser uma IMOBILIZAÇÃO, podendo ser considerada como PARADA em caso de estacionamento em local não permitido, e a contrassenso, como ESTACIONAMENTO.

      Com a edição do CTB em 23/09/1997, o Art.47 determinou expressamente que a operação de carga e descarga seria considerada ESTACIONAMENTO. Não podendo o veículo estacionar diante da placa R-6a (placa proibido estacionar) ou R-6c (placa proibido parar e estacionar).
      No entanto, os demais artigos não foram adaptados a esta mudança expressa do Art.47, deixando resquícios do CNT e do RCNT em alguns artigos do CTB atual, deixando em xeque a real classificação da operação de carga e descarga de mercadorias.

      E quanto ao Art.40 inciso VII?

      Consideramos que houve um equívoco do legislador em considerar a parada para carga ou descarga. Na verdade, a expressão "parado" neste artigo seria no sentido de estar IMOBILIZADO, sendo o mais adequado ESTACIONADO, tendo em vista o novo entendimento proposto pelo lançamento do Código de Trânsito Brasileiro, através do Art.47.

      A redação mais conveniente do artigo seria:

      Art.40 VII - o condutor manterá acesas, à noite, as luzes de posição quando o veículo estiver parado para fins de embarque ou desembarque de passageiros e estacionado para fins de carga ou descarga de mercadorias.

      Tentou-se retificar o assunto com a definição do termo "Operação de Carga e Descarga" no CTB, veja:

      "OPERAÇÃO DE CARGA E DESCARGA – IMOBILIZAÇÃO do veículo, pelo tempo estritamente necessário ao carregamento ou descarregamento de animais ou carga, na forma disciplinada pelo órgão ou entidade executivo de trânsito competente com circunscrição sobre a via".

      Como se percebe, usou-se o termo IMOBILIZAÇÃO.

      Temos também uma pequena incoerência no Art.48 do CTB:

      Art. 48. Nas paradas, operações de carga ou descarga e nos estacionamentos, o veículo deverá (...)

      Como se a operação de carga e descarga não fosse nem parada, nem estacionamento, mas uma operação de carga ou descarga! Acreditamos que tentou-se destacar a operação de carga e descarga, salientando a mesma no art.48, sendo que já é considerada estacionamento.

      Na verdade, não caberia destacar a operação de carga e descarga.

      Art.48: Nas paradas e nos estacionamentos, o veículo deverá (...)

      Enfim, não há outra explicação para o assunto, senão pelo equívoco legislativo. Há heranças trazidas pelo Código nacional de Trânsito e pelo RCNT ( Art.40 VII) que não foram adequadamente adaptadas às mudanças do CTB trazidas pelo Art.47 ao considerar que as operações de carga e descarga é um ESTACIONAMENTO.

      Excluir
  2. Eu simplesmente axei fantastica a ideia formulada desse site, oh! foi de fato abençoado kem teve essa brilhante intençao em ajudar a nós estudante e concurseiros q ficamos pela net vasculhando alguma coisa q realmente nos sirva e encante com a forma a q nos prende a esse site, ameiiiii... Deus abençoe sempre a mente magnifica d todos os elaboradores desses mecanismo de conhecimento q eh uma forma de absorver um conteudo extenço como o nosso CTB de uma maneira divertida e gostosa de aprender e apreender conteudos. Parabens a todos admiro vcs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado meu caro(a),

      O seu elogio é peça fundamental de que precisamos para continuarmos a oferecer o melhor do CTB para você !

      Em breve mais vídeo-aulas.

      Abraço !

      Excluir
  3. Anônimo18/7/14

    PARABÉNS!!!!ÓTIMAS AULAS!!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. Anônimo9/10/14

    Realmente muito boa a ideia e a intenção, sem sombra de dúvidas é um site muito interativo, abordando temas do CTB exclusivos e o melhor; bastante atualizado com o nosso dia a dia, a vocês meus caros, parabéns, parabéns. Atenciosamente, Enildo Del.

    ResponderExcluir
  5. Anônimo15/11/14

    Amigo, obstacularizar indevidamente o trânsito? Tem como mostrar uma imagem ou uma teoria que descreva?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá meu caro,

      O CTB Também é aplicado a pessoas( Física ou Jurídica). Como exemplo, temos a colocação de caçambas de lixo ou entulho na via pública, prejudicando o fluxo de veículos e pedestres. Segundo RIZZARDO, "A sinalização obedecerá aos padrões previstos nos ordenamentos especiais, como na Res. 561/1980 (obras públicas), sendo que, nas particulares, faz-se necessário, antes, a prévia autorização do Município, sob pena de aplicação de penalidades pelo descumprimento de norma (a matéria é regulada pelas posturas municipais) e penalidade por infração de norma de trânsito"

      Abraço !

      Excluir
  6. luiz ricardo12/1/15

    Parabéns por implementar magnífica maneira de estudar o código o Ctb agora está mas fácil para estudar de prática com as videos aulas muito obrigado pela disciplina e colaboração dos mestres do trânsito todos os anos venho tentando mas São milhares de pessoas tirando as mesmas notas queria essas aulas só pra mim seria o primeiro lugar no concurso com o precioso apoio de vcs obrigado meus professores não perco uma só aula acho que dessa vez eu passo graças a vcs obrigado aos proofessores do ctb agora sim ficou fácil apreender parabéns e muito obrigado pelo apoio meus mestres do trânsito Luiz Ricardo concurceiro blz .....

    ResponderExcluir
  7. Olá meu caro,

    Agradecemos as gentilezas. As próximas aulas serão TODAS em qualidade HD - Alta definição.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  8. Comprei seu livro e estarei comprando o próximo pois estou com mais força de vontade nos estudos ... Obrigado!

    ResponderExcluir
  9. considerando sua concepção de conduzir veículo descalço,não tem problema,veja art.252 do ctb,deve conduzir veículo com calçados que se firme nos pés,sem comprometer a segurança no transito,portanto preserve a segurança principalmente aos motoqueiros que usam chinelos no guidão,

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  11. Anônimo29/10/16

    que se faca uma intrepretacao mais focada para seguranca do condutor de veiculos quanto ao uso de calcados que se firme nos pes, segundo art 252 do CTB,conduzir veiculo com calcados que se firme nos pes infracao media,subentende que se deve usar calcados ao conduzir um veiculo,mais apoio e ao manuseio, principalmente as motocicletas,tendo portanto orientacao erronea de que nao tem obrigatoriede de uso de calcados,favorece a muitos motoqueiros a usarem sandalias havaianas como se apresentam em todas as cidades do Brasil,a considerar como resultado da ma formacao em auto escolas como fator preocupante,precisa entao repensar quanto a qualidade na formacao de condutores na consciencia de conduzir veiculos com responsabilidade de preservar a vida como prioriza o codigo de transito brasileiro,obrigado.

    ResponderExcluir

Obrigado pela postagem ! Em breve será publicado.

RECOMENDAMOS

SITES PARCEIROS