Educação para o Trânsito


E D U C A Ç Ã O   P A R A  O  T R Â N S I T O

Foto:www.bhtrans.pbh.gov.br
Olá Pessoal ,

      Estamos disponibilizando este espaço para discutirmos aspectos relacionados à Educação para o Trânsito. Antes de entrarmos efetivamente neste assunto, precisamos entender os conceitos deste capítulo. Afinal, o que é Educação para o Trânsito?

EDUCAÇÃO 
Segundo o dicionário Michaelis.

educação
e.du.ca.ção
sf (lat educatione) 1 Ato ou efeito de educar. 2 Aperfeiçoamento das faculdades físicas intelectuais e morais do ser humano; disciplinamento, instrução, ensino. 3Processo pelo qual uma função se desenvolve e se aperfeiçoa pelo próprio exercício(...)


TRÂNSITO
Segundo o CTB.

Art.1º § 1º Considera-se trânsito a utilização das vias por pessoas, veículos e animais, isolados ou em grupos, conduzidos ou não, para fins de circulação, parada, estacionamento e operação de carga ou descarga.

      
       Educação para o Trânsito é o ato de ser cortês no trânsito, de demonstrar amor ao próximo, de exaltar conceitos como a gentileza e o respeito, não só as normas gerais de circulação e conduta, mas também a preservação da vida. Para isso, torna-se necessário conscientizar os condutores e pedestres para o comportamento adequado no trânsito, de forma a reduzir ou eliminar comportamentos de risco. 
       Os dados estatísticos mostram índices preocupantes. Para que as pessoas se conscientizem desse perigo, o Brasil sempre elabora campanhas para Educação no Trânsito. Educar para o trânsito seria uma forma de construção e crescimento do conhecimento e da humanização da realidade e da vida, habilitando e qualificando as pessoas para a prática e o exercício da cidadania, fazendo-as respeitar as normas e criando um sentimento de responsabilidade pelos outros.

COMO PODEMOS REDUZIR OS ÍNDICES DE ACIDENTES NO TRÂNSITO




         Esta é uma pergunta que estamos tentando responder durante anos. Durante todo esse tempo, estudos técnicos, científicos e psicológicos demonstram que a única forma de prevenir acidentes depende quase que exclusivamente de VOCÊ condutor. Na grande maioria dos acidentes, a falha humana através da imprudência é a principal responsável. Logo, estudam-se meios para prevenir acidentes, e ,  a melhor forma para isso, é através de campanhas educativas de forma a mudar comportamentos de risco. O Conselho Nacional de Trânsito - CONTRAN, recentemente, através da Lei 12.971/2014, procurou a prevenção de acidentes através do bolso do condutor. Percebe-se que na maioria das infrações onde há risco iminente de acidente, os valores das penalidades de multa mais que dobraram. Como exemplo: A ultrapassagem em local proibido, de R$ 191,54 para R$ 957,70; Forçar ultrapassagem, de R$ 191,54 para R$ 1.915,40. 
          Desde algum tempo da implantação do Código Nacional de Trânsito, em 1941 até o nosso atual CTB de 1997 com suas Resoluções, evoluímos. A tecnologia nos proporcionou o aumento da velocidade, mas também nos forneceu os equipamentos de segurança de nossa época, como o cinto de segurança, o air-bag, e o freio ABS. No entanto, ainda estamos procurando modificar o fator humano. O homem é a maior e mais complexa máquina que nós não podemos fabricar em série, que não podem ser feitos todos iguais, possuímos "peças" diferentes e personalidades desiguais. Como prevenir acidentes com a máquina humana? através de ações educativas,  palestras, campanhas e de conscientização do homem sobre o seu comportamento de risco quando assume a direção de um veículo. Segundo o CTB: Art.1º § 2º O trânsito, em condições seguras, é um direito de todos(..) e você, está fazendo a sua parte?


A DIFÍCIL MUDANÇA DE COMPORTAMENTO DO CONDUTOR

Se o fator humano é determinante na prevenção de acidentes, por que não mudam de comportamento?

Existem vários fatores que podem responder esta pergunta. Segundo a pesquisadora e palestrante Irene Rios, estes são os principais motivos pelos quais as pessoas assumem comportamentos de risco ao volante:

  • Porque não foram sensibilizadas, nem motivadas a refletir sobre o risco que correm sendo imprudentes nas vias e não consideram a mudança de atitudes significativa. 
  • Excesso de confiança, muitos motoristas pensam que nunca vão se envolver em uma violência de trânsito, porque se consideram “ótimos motoristas” ou porque acreditam que “Ninguém morre antes da hora”.
  • A questão cultural: Cometer infração de trânsito faz parte do folclore, é uma tradição que passa de pai para filho
  • A influência dos meios de Comunicação: Vemos as celebridades cometendo infrações, nas telenovelas e em outros programas de entretenimento. As propagandas de cerveja e as músicas influenciam o uso de bebidas alcoólicas nas festas, bares e baladas.

COMO EDUCAR?

        Existem diversas possibilidades de ações como meio de prevenção da violência viária, como a própria fiscalização de trânsito através dos órgãos competentes, a orientação de trânsito, as blitze educativas, as palestras de forma a sensibilizar o público sobre a violência no trânsito, trabalhando sempre a capacidade de atenção das pessoas, conscientizando que o uso do celular na direção de veículo pode ser fatal. 

COTRANS - Prevenindo acidentes através de campanhas educativas

Simulação de acidente no centro de Cascavel-PR
         Como podemos perceber nas imagens anteriores, existem diversas formas de chamar a atenção da população sobre o risco de acidentes. O maior desafio é convencer a sociedade, sensibilizar a população. O exercício do direito de um trânsito seguro é responsabilidade de todos, faça a sua parte !

Por Prof. Fábio Silva

3 comentários:

  1. A
    educação no transito é importante, mas tem que adicionar a fiscalização ostensiva no transito com rigor da lei na prevenção de acidentes.

    ResponderExcluir
  2. conforme a lei o curso de direção defensiva é de quantas horas?

    ResponderExcluir

  3. Início da conversa no bate-papo

    Boa tarde sou Policial Militar e trabalho no Pelotão de Trânsito de Ponta Grossa Paraná. Também sou acadêmico de Direito e estou elaborando um Artigo onde o tema é A Culpabilidade dos Orgãos Responsáveis pela sinalização urbana e reflexos causados nos acidentes de trânsito. Se possível peço ajuda quanto ao tema com matérias relacionadas ao tema em regra estou verificando os acidentes resultantes de falta de sinalização ou manutenção destas, desde já obrigado

    ResponderExcluir

Obrigado pela postagem ! Em breve será publicado.

RECOMENDAMOS

SITES PARCEIROS