quinta-feira, 19 de junho de 2014

FUNÇÕES PSICOLÓGICAS DO ATO DE DIRIGIR


P S I C O L O G I A   DO   T R Â N S I T O


Artigo 2

FUNÇÕES PSICOLÓGICAS DO ATO DE DIRIGIR

                   



As principais funções psicológicas do condutor em atividade ao dirigir são:

• a correta capacidade perceptiva e atencional, para captar o que ocorre ao redor, identificar e discriminar os estímulos relevantes de situações e problemas de trânsito a serem resolvidos;

• perceber a situação, interpretá-la corretamente e avaliá-la;

• tomar uma decisão sobre a ação ou manobra mais adequada;

• executar a decisão com a rapidez e precisão possíveis – a capacidade de resposta do condutor, a performance se referem às atividades sensório-motoras e psicomotoras que o condutor utiliza para o controle do veículo;

• devem-se considerar também os processos e variáveis mediacionais, como personalidade, inteligência, estilos cognitivos, motivação, aprendizagem, experiência, memória, que modulam o funcionamento dos processos psicológicos.(Hoffmann e Gonzáles (2003, p.379).


O ato de dirigir no trânsito exige dos condutores atitudes que demandam atenção, percepção e habilidades motoras.

       A falta de concentração ao conduzir um veículo altera o tempo normal de reação gerando comportamentos de risco no trânsito. A alteração da concentração e o retardo nos reflexos podem estar relacionados a alguns fatores, como:

• O consumo de bebida alcoólica;
• O uso de drogas e outras substâncias entorpecentes, com o "rebite".
• Ter participado, recentemente, de discussões fortes com familiares, no trabalho, ou por qualquer outro motivo;
• Usar medicamentos que modificam o comportamento, medicamentos depressores do sistema nervoso central, como calmantes.
• Ficar muito tempo sem dormir, dormir pouco ou dormir muito mal;
• Ingerir alimentos muito pesados, que acarretam sonolência.

Dirigir requer atenção extrema do condutor, que deve estar atento à todos os estímulos à sua volta e a conduta de dirigir.

     Estudos na área de Trânsito sobre os comportamentos de condutores, as funções psicológicas e cognitivas presentes no ato de dirigir, os aspectos de segurança no trânsito e os investimentos, nesta área, tornam-se essenciais na tentativa de um controle maior deste cenário caótico no qual se encontra o trânsito de cidades e rodovias brasileiras. Procura-se Estudar o comportamento de pedestres, condutores, ciclistas e todos os participantes dos sistemas de transportes e todas as suas determinações. É necessário dar diretrizes educacionais e diminuir possíveis conseqüências da vida moderna, com o foco na preservação da vida.

3 comentários:

  1. MUITO OBRIGADO PELAS DICAS VOU USAR COM MEUS ALUNOS NA SALA DE LEGISLAÇÃO...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá !

      Em breve lançaremos mais artigos. Obrigada

      Excluir
  2. Boa tarde, será que vc pode me ajudar falando o código dessa lei,pois não estou encontrando.obg

    ResponderExcluir

Obrigado pela postagem ! Em breve será publicado.

RECOMENDAMOS

SITES PARCEIROS